Vinculando a simulação ao Lean 6 Sigma.

Postado por Belge Consultoria em 25 de fevereiro de 2011

Nas últimas décadas houve uma proliferação das técnicas do Lean Manufacturing e do 6 Sigma. Com o aumento da competitividade, a manufatura teve que dar a sua contribuição diminuindo custos. Desse ponto te vista, o lean manufacturing e o 6 sigma são diretamente ligado. O primeiro eliminando desperdícios, otimizando recursos, diminuindo capital vinculado, tempo de resposta, etc. O segundo eliminando o desperdício mais claro, o da não conformidade e retrabalho. E se pudéssemos fazer uma ligação mais clara, implementando técnicas de 6 Sigma com ferramentas do Lean Manufacturing?

Muitas empresas tentam fazer as duas frentes trabalharem juntas ao unirem essas áreas num mesmo departamento. Muitas das etapas de um projeto 6 Sigma se confundem com ferramentas do Lean Manufacturing, como o 5S e eventos Kainzen, e dessa forma, o segundo acaba ajudando o primeiro. Porém, é difícil aplicar as técnicas de análises do 6 Sigma com as ferramentas do Lean Manufacturing.

A simulação sempre teve uma aplicação muito clara e direta com o Lean Manufacturing. Com a ela,  é possível enxergar todo o fluxo produtivo, entender quando ocorrem os acúmulos de peças, o quanto um recurso está sub ou super utilizado, etc. e mais importante, todas essas observações são feitas de forma dinâmica. Por ser uma análise dinâmica, há variabilidade de tempos de processos. O Lead Time ou TAKT não é exato, como o calculado num mapeamento de valor comum. E onde há variabilidade, há 6 Sigma.

A nova versão do ProModel, 8.0, agora vem integrado com o mais completa ferramenta de 6 Sigma do mercado, o Minitab. Através dessa integração, é possível exportar automaticamente dados ao Minitab para análises estatísticas dos resultados. Com essa nova ferramenta é possível fazer análises de DOE que indiquem quais as principais variáveis para a variação do TAKT, Lead Time e WIP e dessa forma tomar as decisões corretas.


Tags: , , , , , , ,