Cases

Case Votorantim Internacional

Case Votorantim Internacional

Simulação da operação do Porto de Barra dos Coqueiros

por João Brenha - Gerente de Projetos*

Sobre a empresa

O Grupo Votorantim foi fundado em 1918 e hoje conta com mais de 60 mil colaboradores. Em 2006, a receita líquida do grupo foi de R$ 29 bilhões. Possui negócios em: cimentos, agroindústria, papel e celulose, química, metais, energia e finanças.

Votorantim Internacional

A Votorantim Internacional (VI) é uma trade company do grupo Votorantim, sendo responsável pelo Supply Chain referente aos Fretes, Suprimentos e Projetos das 6 unidades de negócio da área industrial. Cerca de 40% da receita do grupo é gerada pelas exportações e atividades no exterior. A Votorantim possui ativos no: Brasil, Canadá, Estados Unidos, Peru, Colômbia, Holanda e Austrália, além de participações acionárias relevantes na Aracruz, Usiminas e CPFL.

Motivação e Objetivos do Projetos

A participação da Votorantim no movimento do porto de Barra dos Coqueiros (estado de Sergipe) vem aumentando a cada ano. Atualmente, cerca de 77% do total de navios movimentados são dedicados à Votorantim. Estudos e levantamentos preliminares demonstravam que a partir de 2008, o volume de cargas Votorantim previsto, ultrapassaria a capacidade deste porto. Preocupados com essa rápida expansão do volume de exportação, a VI contratou a Belge para desenvolver um simulador dos processos logísticos relacionados ao ciclo de exportação de cimento (e/ou clinker) e importação de coque pelo porto de Barra dos Coqueiros, visando uma gestão eficiente dos embarques contratados em COAs e com possibilidade de simulações futuras para navios em Time Charter, além de identificar e superar os gargalos na operação.

Simulação da Fábrica no ProModel

Objetivos e escopo

Operações Portuáreas

O modelo possui em sua lógica, os módulos de Produção (usinas), Transferência (Logística) e Portos (Shipping/Trading). Para cada um dos módulos, a parametrização foi feita de acordo com a operação real, contendo taxas de produtividade, tempos e regras de operações, custos de fabricação, transportes e portuários, processo de manutenção dos equipamentos da fábrica, programação de navios, demanda, etc.

Módulo da Fábrica

A fábrica Cimesa teve todos os seus equipamentos modelados, de acordo com as informações existentes e regras de utilização previamente definidas com os envolvidos na operação, como segue: fornos; silos e armazéns de clinquer; produção dos moinhos; silos de cimento; pátio de coque e custos de produção por produto.

Módulo da Transferência

A transferência de produtos nos fluxos: fábrica porto, porto fábrica ocorre de maneira a seguir as programações de navios e a produção da fábrica, em função das taxas de transferência (Capacidade de transporte em toneladas). O modelo traz o demonstrativo de custos totais, referentes ao frete total pago e custo total de ociosidade de frota.

Módulo do Porto

Simulação do Porto Barra dos Coqueiros

O Porto de Barra dos Coqueiros teve todos os seus equipamentos modelados, de acordo com as informações existentes e regras de utilização. O modelo considera o processo de reabastecimento dos estoques do porto, programação dos navios para exportação de cimento/clinquer para os EUA, África ou América Central e para importação de coque proveniente dos portos do Golfo do México. Foi modelado também o processo de contabilização dos custos, tempos das operações portuárias e o fluxo logístico entre vários portos.

Resultados e Ganhos

O simulador desenvolvido, configura uma ferramenta poderosa de planejamento da Votorantim Internacional, feita sob medida para o planejamento da produção, transferência e exportação do cimento/clinquer. Dispõe de um cockpit que contém diversos parâmetros para a configuração de novos cenários e um módulo de análise de dados que gera relatórios gerenciais ao término de cada simulação.

Passou a ser possível a identificação de gargalos na operação e a adequação dos equipamentos de produção para atendimento da demanda interna e externa, além de se dimensionar qual a frota ideal de veículos necessários para a operação. Viabilizou uma melhor gestão sobre a programação de embarques feitos pelo Porto de Barra dos Coqueiros, gerando de forma ágil a previsão de diversas variáveis complexas de cálculo difícil como: fila média; demurrage; taxa de ocupação do berço e os custos referentes aos embarques dos navios.